domingo, março 09, 2008

momento





naquele momento em que a poesia,
sempre ela,
chegou abrupta e seca,
e sem que colasse
se foi serena e efêmera
fiquei atônito e não entendi
o motivo disso tudo

Nenhum comentário: