domingo, julho 15, 2007

parâmetro

não existe! o que não existe são as coincidências de Dostojewski.
as coincidências de Dostojewski e suas fofocas

dalegria

escrito de tempos difíceis




Mas se eu falasse da alegria
mais sério você me levaria?
qual!? Nisso eu bem que duvidaria
alegria! coisa de outras sertanias
de certo que está
muito bem longe dessas capitanias
vestidas de ouros e outras alforrias.
Mas veja, melhor, veria
se você pegasse essa tal alegria
essa mesmo que da minha boca se cria
se modela, forma, se procria
se entende, se supõe, se constrangeria
no assunto geral do nosso dia.
Essa tal alegria, alegriazinha
pode parecer a você ínfima, pequenininha
de tão calada, muda, que se tinha
sob as cinzas da decrépita fornalha vida,
mas sopre-a, e bem devagar ressuscitaria
e aí, você nada melhor sentiria.
Como é quente e aconchegante essa alegria minha!