quinta-feira, setembro 01, 2005

escrito de tempos rancorosos (1990?)




O submundo, o mundo do sub
e subdesenvolvido, e terceiro mundo
o mundo no terceiro milênio
O terceiro mundo subdesenvolvido
envolvido
no advento do terceiro milênio


Aqui me força a rima seca e sem graça

Podridão desce do norte
o norte sempre sem norte
trazendo numa mão a sorte (aí a fatídica rima)
e logicamente na outra a morte

Um corte profundo
e no ecossistema do mundo
jorra um sangue de papel
um sangue de dólar
um sangue de esmola

No norte, um mundo
no sul, submundo
no mundo do norte
restos de vidas, restos nucleares
que no sul, sujos os climas
sujos os ares
que sujem-nos!
Pois, nós. Do norte do mundo?
Nada mais somos
que lixo mudo
ou pior, lixo do mundo

Nenhum comentário: